7 CURIOSIDADES SOBRE A DANÇA QUE TU PRECISAS SABER!

Buenas amigos, como estão?

Tu já sabes que escrevemos bastante sobre a Danças, em suas diversas formas e individualidades que existem de dança para dança, época para época e local para local. Sempre que nos deparamos com informações novas, gostamos de compartilhar com tu que nos lê che, e este texto não será diferente!

Então se tu queres aprender um pouco mais sobre a história da Dança, CONTINUA LENDO que tu com certeza não vais te arrepender!

Foto: Estampa da Tradição

Todas as informações que serão transcritas abaixo se referem ao livro “Compêndio Técnico Ilustrado de Danças Gaúchas de Salão”, publicado pelo MTG e que foi escrito por Beloni Bastis da Silva, José Guaracy de Souza, Nivaldo Rodrigues da Rosa, Rodrigo Magalhães de Mattos e Toni Sidi Pereira.

1 – Origem da palavra Dança:

“As palavras dança, “danza”, “dance”, derivam da palavras “atns”, que, em sânscrito, significa “tensão”.”

2 – Utilização da Dança:

“Tão antiga quanto o homem, a dança foi inicialmente utilizada para rogar favores aos deuses, homenageá-los, dar vazão a sentimentos pessoais de fé ou expansões ligadas a acontecimentos de grupos sociais, além de proporcionar destreza para a guerra ou para a caça.”

3 – A dança em Roma e na Grécia

“Em Roma, a dança era considerada um espetáculo, e reservada aos profissionais. Mas, foi no teatro grego que a dança tomou a conotação de diversão, incluindo canto e pantomima.”

penteado de prendaPowered by Rock Convert
Dança Antiga

4 – O primeiro baile com dança de sala

“A dança de sala, conforme Justino Dias Lima Soares, na obra: “Elementos de Dança de Sala”, é de origem francesa. A primeira festa de corte a que se possa dar o nome de baile ocorreu em 1385, em Amies, no casamento de Carlos VI com Isabel de Baviera, em função de que as mais importantes nobrezas da época se fizeram presentes.”

5 – Os principais pólos de dança

“Em determinado momento da história, os pólos de irradiação das danças foram: Espanha, Portugal, França e Áustria. Isto não quer dizer que eles foram os únicos criadores, mas, os primeiros divulgadores das danças para o mundo através de sua influência cultural.

6 – Lei da Imitação

“O sociólogo francês Gabriel Tarde nos diz na sua obra: “Lei da Imitação”: “Sempre se verá a nobreza, em tudo o que ela dependa, imitar aos Reis, seus senhores; e a plebe, no que lhe seja possível, imitar a nobreza.”

Fegadan 2016

7 – Canais de percepção – Ouvido, Sentimento, Movimento, Coordenação do Movimento e Projeção do Movimento

“Para dançar, seja qual foi o ritmo, estilo ou modalidade, não basta saber a coreografia. Precisa-se também, de uma série de fatores, que farão existir um envolvimento entre os dançarinos e a música. Dentre estes fatores, estão principalmente, o que chamamos de canais de percepção, que, se bem desenvolvidos, trarão uma melhor e mais fácil compreensão dos temas apresentados neste trabalho.”

Então gauchada, o que acharam? Se gostou, compartilha e nos ajuda lá no nosso FACEBOOK, e também nos segue no TWITTER e INSTAGRAM.

Aproveita que está por aqui e conhece as demais categorias que temos por aqui: DANÇAS TRADICIONAIS, PAIXÃO CÔRTES, BOLICHO DO JUVENAL

Forte abraço!

#DANÇA #DançadeSalão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui