EXPLICAMOS A DIFERENÇA ENTRE A CHULA E O MALAMBO DE FORMA SIMPLES!

0

Diferença entre dança da chula e o malambo argentino explicado de forma simples!

Fala gauchada, como vão?

Talvez a Chula praticamente todo mundo que está lendo conhece. Seja por ter visto num rodeio, num baile, na TV…

Já o malambo não é tão conhecido, mas teve época aqui no estado que muitos grupos folclóricos os dançavam como dança gaúcha.

No livro “Falando em Tradição e Folclore Gaúcho” de 1981, Paixão Côrtes explica para um jornalista justamente isso: Há alguma semelhança entre a Chula e o Malambo?

Malambo Argentino

E é aí que o Folclorista responde de forma simples, porém bem explicado:

“Sim, há! É que ambos temos coreografia onde só participam homens e cada dançarino procura demonstrar sua habilidade de sapateador.

No entanto, no aspecto musical, coreográfico e de origem são perfeitamente distintos. A Chula é folclore do gaúcho brasileiro. O Malambo é tipicamente da tradição rio-platense e nunca foi dançado no meio rural sul rio-grandense.”

Bueno, simples, objetivo e bem claro, não?

Se tu não tem ideia ainda do que é o malambo, pra ti tentar lembrar, é aquele tipo de sapateio que se usa muito as laterais do pé, e que o CTG Tiarayu utilizou como coreografia no ano de 2016, que lhe rendeu o título.

Imagina umas bombachas bem largas, da cintura pra cima bem firme, e as perna sapateando principalmente de ponta e lado de pé. Se não achou ainda uma lembrança, depois no final deixamos um vídeo de bônus aí pra ti.

Malambo Laborde

Mas seguimos…

“Há, parece, uma mania de acastelhanar nossas tradições, sem nenhum conceito de documentação, de origem, de época ou de verdade histórica.

Devemos respeitar a fidelidade cultural dos outros povos a fim de que sejamos respeitados.

O Malambo, quando bem dançado, poderá ser destaque em qualquer palco do mundo em espetáculo de arte folclórica universal.

O mesmo acontecendo com a nossa Chula.

Chula

Não podemos entreverar, duas manifestações coreográficas folclóricas de culturas nitidamente diferentes, de países distintos, sob o manto de gauchismo.”

Pra pegar um pouco melhor o contexto, houve época em que se havia concurdo de Malambo em rodeio por aqui no RS, e por isso a manifestação contrário de Paixão Côrtes…

Pelo menos isso não vemos mais!

Da uma conferida então na diferença entre as danças nos vídeos abaixo:

O primeiro vídeo é do FENART 2017, onde o gaúcho Bruno Schenatto sagrou-se campeão.

O segundo, Emanuel Flores, Campeão Nacional de Malambo de Laborde (Argentina)

Bueno, se gostaram de saber um pouco mais, COMPARTILHEM lá no nosso FACEBOOK e vamos propagar mais cultura pelo estado.

Não esqueçam de dar uma passada na LOJA BUENAS, que por sinal tem uma camisa especial pra CHULA.

Abraço indiada!

#Chula #Malambo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui