COMO UM CTG PODE SE ADAPTAR EM UM ANO SEM EVENTOS?

CTG
ctg saPowered by Rock Convert

Com a pandemia iniciada em Março e sem previsão de retorno das atividades, a criatividade precisará entrar em ação no CTG.

Com a divulgação da possível não realização do FEGADAN e do ENART em 2020, além das próprias Semanas Farroupilhas em todo o Estado, as Entidades Tradicionalistas passarão por um momento jamais vivido desde o início do Movimento.

Será um ano completamente sem calendário – fato.

Já estamos acompanhando ações de CTGs em busca de arrecadação de verba para se manter, além de diversas atividades com fins sociais para suas comunidades locais, o que é realmente nobre.

MAS COMO MANTER O ENGAJAMENTO DOS PARTICIPANTES?

É sabido que boa parte dos participantes de um CTG, lá o estão, apenas pela dança. Eu digo apenas, excluindo todos os pontos positivos no sentido de interação social, mas sim contextualizando que boa parte não se envolve com outras áreas da Entidade.

O que fazer para que estas pessoas, ao retornarem as atividades, queiram realmente voltar? A resposta é diferente para cada lugar, mas o que todas tem em comum é a necessidade de sermos todos CRIATIVOS.

É necessário ter ações que tragam coisas novas para os participantes, que gerem engajamento e fortaleça o espírito de pertencimento.

Já vimos que algumas Entidades estão mantendo ensaios “EAD”, por exemplo. Outras, fazendo pelo menos uma conversa semanal entre instrutores, coordenadores e dançarinos, a fim de manter o elo sempre firme.

Mas sim, vai chegar um momento que essas “novidades” deixarão de ser novidades, e como então continuar esse engajamento?

COMO POR A CRIATIVIDADE EM AÇÃO?

Gosto sempre de frisar a importância de um CTG dar valor aos seus talentos internos, principalmente os que exercem uma atividade profissional que pode ser reaproveitada dentro da Entidade.

Pensar de forma criativa, é combinar elementos e mundos diferentes, para que problemas sejam resolvidos.

Sabemos que o DISTANCIAMENTO é um problema para um CTG. Como podemos resolver isso? Essa é a pergunta que precisa ser feita dentro de cada grupo, e então, combinar possibilidades diferentes.

Por exemplo:

  • Um psicólogo pode trabalhar uma dinâmica de grupo, mesmo que a distância;
  • Uma Fisioterapeuta/Educadora Física pode fazer um trabalho semanal de alongamento e movimentação para manter a musculatura ativa;
  • Um professor de História/Geografia tratar sobre algum tema que seja relevante para aquele grupo (talvez envolver um contexto relacionado com temáticas que já foram apresentadas);

LEIA MAIS: LIVRO CTG S.A. LIDERANÇA E COMUNICAÇÃO PARA ALCANÇAR O SUCESSO

COMBINANDO MUNDOS DIFERENTES

Quando falo nessa combinação, penso especialmente que o momento não é só de manter a Tradição ativa, mas sim, manter as pessoas ativas entre si, engajadas, com a oportunidade de manterem uma relação que seja saudável a todos.

Desta forma, porque não fazer por exemplo algumas lives/reuniões sobre assuntos diversos, mas que possam trazer conhecimento para todos?

Outro exemplo: por que não aproveitar para trabalhar qualidades que são essenciais para qualquer profissional ao longo da vida, como Falar em Público, Fazer uma Apresentação, Escrever… (conhecidas como soft skills)

Talvez seja um momento em que a união das pessoas, por meio do elo do CTG, possa criar profissionais em novas áreas que jamais imaginavam, fazer aflorar gostos por outras áreas, entender que tem aptidão (ou não) para outro tipo de trabalho também…

Seria o CTG cumprindo um papel de EXTREMA contribuição para o Estado, formando pessoas.

CTG

PARA FECHAR…

Posto tudo isso, o que quero me deixar entender principalmente, é que já que não teremos eventos, porque não aproveitar para aprender sobre outros assuntos relevantes para toda a vida?

Por que não aproveitar o conhecimento das pessoas que já estão envolvidas, e formar mais e mais pessoas?

Por que não usarmos o CTG, mesmo que a distância, como um local onde juntos construímos conhecimento?

Precisamos pensar de forma mais criativa para que tudo isso passe e continuemos fortalecidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui