CRIANÇAS DANÇANDO COMO “MINI-ADULTOS” SOB AVALIAÇÃO DO ENART.

0

Texto do Tradicionalista Marcio Bertussi, em sua página oficial no Facebook.

FEGADAN – TV TRADIÇÃO

Tenho visto e achado extremamente importante que se traga esta assunto para discussão e mudança na forma de se instruir e avaliar as crianças dançando!

Participei no ano de 2018 da avaliação de interpretação artistica do FESTMIRIM no mês de Julho em Santa Maria e acho que nunca escrevi tantas vezes a mesma coisa numa planilha … BUSCAR EXPONTANEIDADE DA CRIANÇA AO DANÇAR .. CUIDAR ALEGRIA DA CRIANÇA DANÇANDO, BRINCANDO DE DANÇAR, etc.

A mas e estas observações impactaram nas avaliações dos grupos? Não, não impactaram e explico o por quê!!

Conversamos muito sobre isso antes do evento e entendemos que temos de mudar a forma de avaliar as crianças dançando sim, principalmente em termos de interpretação artística e harmonia, temos a obrigação de fazer esta situação mudar, mas não seria correto e justo para com os grupos que se prepararam para o evento achando que seria de uma forma e ali, sem aviso prévio ou informação anterior, mudar a forma de avaliar os grupos.

Desta forma observamos muito as situações vistas, mas não as consideramos de forma mais acentuada nas notas de cada grupo, aguardando uma situação como a que esta iniciando agora para efetivamente buscar esta mudança.

Crianças, EM OPINIÃO PESSOAL MINHA (não da comissão de danças do MTG 2018 e da chefia de interpretação da equipe) devem brincar de dançar!

Simplesmente passar a simplicidade, a pureza e a alegria e felicidade de estarem dançando os nossos temas!

Independente do ciclo (geração) ao qual a dança esteja vinculada!

Crianças não dançavam nos “bailes de antigamente”, crianças viam, por vezes até escondido dos pais, uma parte do que eles faziam e as reproduziam em suas brincadeiras.

Imitavam sim adultos dançando … mas não como adultos e todas as suas artimanhas, mas sim como crianças … alegres, cantando, brincando .. felizes da vida!!!

Esta simplicidade e singeleza esta inclusive nos trajes utilizados pelas crianças! Prendinhas com vestidos com muitos detalhes, babados, etc., os peõezinhos com chapéu, colete, casaco, lenços enormes, etc… ficam “presos” e não conseguem dançar direito (também muito observado no FESTMIRIM).

Nosso mestre Paixão Cortês sempre destacou que criança tem de ter o minimo de “penduricalhos” possível pra se sentir LIVRE para dançar e brincar!

Outro ponto, sempre na minha opinião pessoal, letras de algumas músicas utilizadas para grupos mirins (e mesmo em versos da meia canha), com romantismo por exemplo, que em nada lembram brincadeiras e a PUREZA das crianças!!

Enfim … acredito que a forma de se ensinar e avaliar nossas crianças precisa de mudanças! As planilhas utilizadas e os critérios hoje em uso não me parecem adequados!

Gostaria de destacar neste post que por iniciativa da diretora de danças do MTG, Sra. Madeline, na finalíssima do FESTMIRIM, foi realizada uma avaliação paralela como teste. Utilizando-se planilhas semelhantes às do FEGADAN, buscando um avaliação menos técnica e mais “adequada” ao contexto das crianças. Não sei se é o ideal, cabe mais testes e validações, mas mostra que a vontade de se mudar isso esta ai! Basta seguir e encontrar em conjunto a melhor forma!

Outra coisa, já me alongando mais do que deveria e gostaria, Pré-mirins!!! Não acredito que pré-mirins devam ser avaliadas em concursos! Acho que TODAS as pre-mirins deveriam ao final de sua apresentação receber seu troféu de participação ou mesmo uma medalhinha pra cada dançarino!

Só quem tem ou teve filhos nesta idade sabe o quanto eles ficam felizes com isso!! E não precisa ser concurso e ser melhor ou pior do que outros!!

Acredito que isso seria uma incentivo a mais para que estes pequenos tradicionalistas que estão se formando deixassem de ser competidores e passassem a ser amantes da arte e tradição gaúcha acima da competição!

Enfim … que bom que este assunto foi aberto a discussões e espero que se tome mais ações e discussões para que se mude a forma de avaliar/ensinar estas crianças para que possamos ver nestes concursos aquilo que se vê no FEGADAN e na Vacaria com grande frequência…

CRIANÇAS DANÇANDO COMO CRIANÇAS!!!!

Siga a lida!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui