DANÇA DO RILO: DA ESCÓCIA PARA O RIO GRANDE!

“Tchê como é a dança do Rilo? Como assim da Escócia? Dança como? Tem alguma letra boa de cantar? É difícil?”

Dança do Rilo

Foto: TV Tradição

Buenas gauchada, tudo certo? O que falar da dança do Rilo que eu mal conheço e já considero pakas? Brincadeiras a parte, é uma dança um pouco diferente das demais. Primeiro, porque poucas danças com características das contradanças não possui letra para cantar. Segundo, que sua duração pode variar de acordo com os comandos do posteiro, podendo durar mais ou menos.

Mas se tu quer saber todos os detalhes da dança do Rilo, CONTINUA LENDO que tu vai entender bem! Não esquece de COMPARTILHAR com a gauchada que não entende nada do Rilo, e assim todo mundo aprende fácil!

Rilo Enart

Foto: TV Tradição

“O Reel originou-se na Escócia, em meados do século XVIII, como forma aperfeiçoada da antiga Figure of Eight das danças inglesas. Aliás, foi com essa característica dos dançarinos formarem um 8, durante as evoluções, que o Rell, já traduzido para Ril ou deturpado para Rilo, tornou-se popular no Rio Grande do Sul um século mais tarde.”

Este trecho faz a introdução da dança do Rilo no Manual de Danças Gaúchas de Paixão Côrtes e Barbosa Lessa. Não se tem mais informações, pelo menos nesta obra, sobre a dança. Mas da para pelo menos entender de onde veio, e que a figura do 8 do Rilo, é bem característico de outras danças lá da Europa.

Dança no Fegadan

Foto: TV Tradição

Sobre o que foi comentado que é o posteiro quem manda na dança, segue trecho do livro:

“Dança de conjunto, sob comando e em formação circular. Como na maioria das danças dessa geração coreográfica, não há número fixo de compassos para cada figura. As figuras se desdobram, se repetem e se alongam a bel-prazer do marcante.”

Ou seja, se o marcante quiser passar um dia inteiro dançando o Rilo, tem que aguentar o tranco che! Então é bom tratar bem os posteiros hein gauchada, seria um castigo não muito bom ter que passar o dia inteiro dançando um Rilo por aí…

O início da dança se dá pela disposição dos pares uns atrás dos outros, onde o peão oferece o braço direito para sua prenda, e assim iniciam a primeira figura ao comando do posteiro.

Enart 2015

Foto: TV Tradição

CHE, UMA PAUSA POR AQUI!

Se tu que aproveitar e saber mais sobre outras Danças Tradicionais Gaúchas, é só clicar no link. Ou então entender mais sobre o Sr. Paixão Côrtes. Quem sabe ver se umas das listas que o Juvenal Sincero tem lá no Bolicho dele sobre quem dança tem a ver contigo. Aproveita e conhece os nossos Parceiros che! Segue o baile!

CTG S.A.Powered by Rock Convert

Na primeira figura, os pares vão marchando um atrás do outro, no sentido horário, até formarem um círculo. “Os passos-de-marcha são bem marcados, largos e arrastados (de modo que as esporas possam rosetear de encontro ao chão), e correspondem a 2 por cada compasso.”

Che, vamos dizer que as marcações do Rilo de hoje não são bem assim, marcando com a roseta da espora no chão. Tem tanta coisa diferente que se vê por aí… Ou é só o taco, ou é a espora, ou é tudo meio junto… Mas bueno, segue o Rilo!

Foto: TV Tradição

A próxima figura, após a roda estar concluída, é quando todos os pares se desenlaçam, voltando-se para o centro, ao comando de “Formar a Roda”. Então ao concluir o movimento ao centro, voltam-se novamente para seu par e iniciam a figura do 8. Primeiramente com o par da frente, e após com o par de trás. As marcações nunca param.

Nessa primeira quebra do Rilo, é que já se começa a separar os touro dos terneiro. Tem gente que trava, que se perde, que vai pra um lado e era pro o outro, ou vai pro outro e era pra o um… Deusolivre che!!

Ao concluir a figura do 8, iniciam o “rilo singelo”. “O rilo singelo consiste no avanço dos dançarinos, em direção à frente e seguindo a linha da circunferência imaginária. Como os homens estão voltados em um sentido, e as mulheres em sentido contrário, evidentemente os passos são dirigidos em direções inversas. O avanço, porém, não é realizado em linha firme: pelo contrário, trata-se de um verdadeiro ziguezaguear. Os homens passam ora pela esquerda, ora pela direita das mulheres que lhes vêm ao encontro realizando idêntica evolução. Esta figura aparece em outras danças com o nome de corrente ou cadeia.”

“É importante, outrossim, para a perfeita execução da “corrente” ou “cadeia”, que o dançarino somente solte a mão de quem já passo por si, após ter tomado a mão de quem agora vem vindo ao seu encontro.”

Dança Gaúcha

Foto: TV Tradição

Coisa boa o tal do Singelo do Rilo!! Tu passas pela roda inteira, podendo ver todos teus colegas de grupo, que tu ensaia a vida inteiro junto. É uma festa! Mas segue o baile…

Outra figura é o Rilo Dobrado. Da mesma forma que o Singelo, cada pessoa vai dançar com a pessoa ao lado, realizando uma volta completa com cada um, até retornar ao seu par. É o momento que tu tem um pouco mais de tempo para “avaliar” todo mundo que está na roda…

Basicamente o Rilo consiste nessas figuras. Como citado no início, fica a cargo do posteiro ir comandando o rilo singelo, ou rilo dobrado, e as quebras do rilo durante a dança.

Danças Tradicionais Gaúchas

Foto: TV Tradição

“E assim se sucedem, a bel-prazer do marcante, “rilo singelo” e o “rilo dobrado”. Cumpre acentuar, contudo, que durante toda a dança perduram os passos largos, bem marcados, arrastados, e o rosetear das esporas.”

Che, muito bueno! Está feita a dança do Rilo moçada! Não é tão fácil pela explicação escrita, muito melhor é ver na prática. Então se tu ficou com dúvidas, da uma procurada pelo Youtube e acompanha com a leitura que fica uma coisa bem tranquila… Não esquece de nos seguir nas redes sociais aqui abaixo! Forte abraço!

FACEBOOK, INSTAGRAM, TWITTER e YOUTUBE

#Danças #FEGADAN #ENART #Rilo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui