SUPERAÇÃO: POR QUE NOS LIMITAMOS TANTO?

Buenas moçada!

Hoje a tarde, ao ler uma reportagem do site Pioneiro (leia na íntegra clicando AQUI), cheguei a uma conclusão muito fácil, e ao mesmo tempo, bastante complexa

Por que afinal, nos limitamos tanto?

Fonte: Jornal Pioneiro – ClicRBS

Tomando o exemplo da Beth (Elisabeth da Rocha), podemos parar um pouco e pensar.

Apenas para contextualizar, a Beth tem uma malformação na coluna, o que a faz andar apenas com cadeira de rodas, e nem isso a fez desanimar do sonho de DANÇAR. Isso mesmo, dançar!

A Beth, irá dançar o maçanico ao lado do irmão André, que é seu maior incentivador. E não é só isso, ela irá concorrer no concurso do Prendado do CTG Chegando no Rancho, com a maior disposição!

Aí cabe novamente a pergunta: Por que nos limitamos tanto? Todos os dias temos milhares de exemplos de pessoas que precisam lutar diariamente contra problemas que para nós, ao pensarmos hoje, seria impossível de fazer, como por exemplo, dançar o maçanico de cadeira de rodas!

Fonte: Jornal Pioneiro – ClicRBS

Tchê, tu sonhas em viajar o mundo? Põe as pilcha na mala de garupa e vai!

Quer aprender um novo idioma? Quer fazer algum esporte que imagina impossível? Quer lutar? Quer trocar de emprego? Quer dançar outras danças, ou então parar de dançar e fazer outras coisas? Quer sair do rotina?

Então mete o pé, e vai!

Não espera mais.

Não se limite mais.

Faça como a Beth. Tenha um objetivo, e lute para cumprir. Viva cada dia intensamente.

E se tu queres pensar no lado “CTGístico” da coisa, então pense assim: porque me limitar apenas a objetivos fáceis e alcançáveis, e não trabalhar todos os dias para chegar no topo?

Fica o pensamento.

Se assim como eu, tu te pegou pensando ao ler a história da Beth, não fique parado. Elimine as barreiras que te limitam!

Então é isso, se tu gostou, não esquece de compartilhar com a gauchada lá no nosso FACEBOOK, e aproveita para nos seguir em nossas redes sociais: INSTAGRAM e TWITTER!

Já que tu ta por aqui che, dá uma olhada na página das DANÇAS TRADICIONAIS, BOLICHO, PAIXÃO CÔRTES e por aí vai!

Um forte quebra costela che!

#Superação #Dança

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui