TU CONHECES A TIRANA DO OMBRO?

“Como assim Tirana do Ombro? Tirana não é tudo igual? De onde saiu essa outra? E por que pouca gente conhece? Por que não é dançada no ENART e só no Campeiro? É uma dança originária de onde?”

Foto: TV Tradição

Buenas gauchada, como estão? A Dança da Tirana do Ombro é a primeira dança que iremos falar que não faz parte do repertório de danças do ENART. Para quem não sabe, segundo Paixão Côrtes, já existem mais de 100 temas coreográficos (danças mesmo) já pesquisadas. Destas, no rodeio da Vacaria e o no FEGADAN por exemplo, é possível dançar cerca de 45 danças que constam nos seus regulamentos. O ENART, limita-se as suas vinte e alguma coisa, infelizmente, não fazendo assim que se disseminem todos os temas que foram dançados aqui no Rio Grande do Sul em tempos passados. Mas che, vamos aproveitar e contar para toda a gauchada sobre a tal Tirana do Ombro!

Então se tu tens interesse em saber um pouco mais, CONTINUA LENDO, que no final tu com certeza vai ficar faceiro em saber um pouco mais da história.

Foto: TV Tradição

Antes de mais nada, é importante comentar que já escrevemos sobre a Tirana do Lenço,então é possível que alguma explicação histórica escrita por Paixão Côrtes venha a se repetir por estas linhas.

“A Tirana foi um gênero musi-coreográfico apreciadíssimo no ciclo do fandango primitivo gaúcho, nos bailes de chão batido.

É um tema originário da Península Ibérica.

No Brasil, em vários Estados, a Tirana foi também bailada. Vejamos: registra-se sua presença em Cuiabá (Mato Grosso) em 1790; na primeira metade do século passado foi dançada nos salões e ambiente rural do Amazonas, de Minas Gerais, do Rio de Janeiro, da Baía de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, afora o Rio Grande do Sul.”

Foto: TV Tradição

Pois bueno, todas referências que faremos são do livro “Danças Tradicionais Rio-grandenses: Achegas” do ano de 1994.

“De dança de par solto e independente e, recebendo posteriormente, a influência do ciclo das Quadrinhas e Contradanças, vamos vê-la como tema de conjunto, integrando a Tirana Grande, Tirana dos Farrapos, Tirana Tremida, Tirana da Fronteira, Tiraninha, etc.”

penteado de prendaPowered by Rock Convert

Aqui então podemos perceber que além da Tirana do Lenço e da Tirana do Ombro que estamos começando a contar, ainda existiam outras Tiranas che! A gauchada não se apegava em dançar umas quantas danças diferentes… Mas seguimos.

Foto: TV Tradição

“No caso da Tirana do Ombro, assim denominada por ter o par, durante a evolução coreográfica, uma aproximação maior de ombro dos dançantes, o tema não é folclórico e nem tradicional, já que o motivo é produto de uma criação coreográfica específica, de Mário Vieira e minha, para efeito artístico, em apresentações-shows do Conjunto Folclórico Tropeiros da Tradição, criados, em 1953.”

Que momento che! Pela primeira vez, é dito em claras palavras, que a dança não é tradicional, e sim foi CRIADA pelo Paixão e pelo Mário Vieira, logo, é incorreto classificá-la como dança tradicional.

Porém, é importante informar que a música sim é real e “original” da época digamos assim.

Danças Tradicionais Gaúchas

Foto: TV Tradição

A dança é caracterizada por evoluções com sapateio e sarandeio, além de um momento único onde o par toma-se das mãos, e aproximam-se os OMBROS!

Nome criativo, não? TIRANA DO OMBRO porque em um certo momento o par APROXIMA os OMBROS!!

Então che, se tu não tem ideia de como ela é dançada, da uma conferida no vídeo abaixo do CTG Brazão do Rio Grande, campeão do FEGADAN em 2015, que tu vai entender como funciona! É a primeira dança, então ali pelo minuto 1:10 ela já começa!

Aproveita também para ler mais sobre outras DANÇAS TRADICIONAIS e sobre curiosidades e textos do PAIXÃO CÔRTES!

Não esquece de nos seguir nas redes sociais: FACEBOOK, TWITTER e INSTAGRAM!

#Danças #Tirana

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui