REUNIÃO SOBRE O DESTINO DO FEGADAN ACONTECEU EM CAXIAS DO SUL.

Reunião para ajustar alinhar conceitos sobre o FEGADAN e também discutir o seu futuro.

No dia 23 de Novembro de 2018, passado cerca de um mês do FEGADAN, foi realizada reunião em Caxias do Sul na 25ª Região Tradicionalista.

O Coordenador da 25ª RT iniciou o trabalho da noite apresentando as autoridades presentes, como por exemplo o vice-presidente artístico Rodrigo Moura, e logo na sequência a palavra passou para o Presidente do MTG, Sr. Nairolli Callegaro.

O intuito da reunião foi ouvir os presentes, apresentando pontos positivos e negativos, além das possíveis mudanças para a edição 2019.

Falou-se sobre a necessidade da realização de um Painel de Indumentária (com possível data de 23 e 24 de Fevereiro em Porto Alegre), Painel de Dança (29 e 30 de Junho), Painel de Música (sem data definida, talvez junto com o de Dança). Também falou-se

A data oficial para o a edição de 2019 é 11, 12 e 13 de Outubro.

Sugestões levantadas:

  • Alteração na data do FEGADAN, para meses mais do início do ano, como por exemplo Abril ou Maio, em função do mês de Outubro ter proximidade de outros tantos eventos do MTG, como por exemplo JUVENART, Inter-regionais do ENART, ENART…

  • Sugeriu-se a alteração do local, trazendo novamente para a Serra Gaúcha, em função do número de participantes da 25ª ser muito maior que o da região de Canoas. Sobre esta proposta, o Coordenador da 25ª RT, Rodrigo Ramos, sugeriu a cidade de São Marcos. Também acrescentou a possibilidade dos painéis serem feitos na cidade de Caxias do Sul.

  • Foi questionado qual seria uma “data limite” para a formalização de proposta de data e local, e o Presidente comentou sobre Fevereiro ser o mês máximo.

  • Questionaram sobre como funciona a escolha dos avaliadores para o FEGADAN, da alteração que foi realizada onde o MTG passou a escolher os avaliadores e não por votação das Entidades. O Sr. Rodrigo sugeriu alterar o regulamento, para que então seja definido uma forma a ser seguida.

  • Sugeriu-se um escopo mínimo para a realização do FEGADAN (Caderno de Encargos), como número de alojamentos, espaço, número de público nas arquibancadas, etc… para que o evento não diminua sua grandeza.

  • Foi comentado que a estrutura mínima deve ser no mínimo a que foi em Canoas.

  • Comentou-se a necessidade de ouvir mais os instrutores nos painéis, para que os avaliadores não deturpem as avaliações entre si, cada um avaliando o que “acha por certo”.

  • Questionado sobre quem será o próximo Diretor do FEGADAN, a partir da saída do Sr. Sandro Nicoloso, e a resposta do Presidente é que será definido após a eleição em Janeiro, e que poderá ser sugerido pelos próprios grupos.

  • Ao ser questionado sobre o discurso do Presidente no evento FEGADAN, onde foi pontuado que os avaliadores que decidiram não participar, não poderão mais julgar nos anos seguintes, e ao ser realizado o pedido para rever, o Presidente comentou que não será ele quem irá definir, e sim outras instâncias do MTG. O próprio Presidente frisou que não barrará ninguém, que não julga ninguém, além de que possíveis erros sempre podem ser cometidos.

  • Foi solicitado aos grupos que tenham interesse e ideias para alterar o REGULAMENTO, que enviem suas proposições para o e-mail: secretaria@mtg.org.br o mais breve possível para ser analisado, e futuramente levado à Convenção.

Bueno, que venham as próximas reuniões, com previsão lá para Fevereiro, e que o próximo FEGADAN seja um grande evento, e preferencialmente menos “conturbado”.

Forte abraço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui