POR QUE A POLÍTICA AINDA VAI DESTRUIR O ENART?

0

Maior festival de Danças Gaúchas do Brasil foi rodeado de polêmicas, graças as eleições ao MTG que estão por vir.

Quem esteve participando do ENART deste ano percebeu que algumas mudanças aconteceram. Como sempre, umas positivas, e outras negativas. Receita padrão de qualquer ENART, onde um nunca é igual ao outro.

Este ano muitos assuntos foram discutidos com maior ênfase, em vista as proximidades da Eleição do MTG, que acontecerá em Janeiro.

Muitos discursos inflados por ambas as partes, críticas de diversos pontos – sendo principalmente na organização. Diversos pontos falhos, alguns pontos positivos em relação a anos anteriores.

Mas a verdade é que a polarização na atual disputa pela Presidência do MTG está só diminuindo o Movimento…

Nós que estivemos na qualidade de expectadores/imprensa vamos por os nossos pontos de vista: pontos POSITIVOS e pontos NEGATIVOS.

PONTOS POSITIVOS:

1 – Repercussão Nacional: graças ao Grupo RBS, no quadro Desafio Farroupilha, o ENART foi amplamente divulgado, chegando a aparecer no programa “Fantástico” da Rede Globo, trazendo a força do aspecto social do evento, voltado ao projeto de inclusão.

2 – Retorno do Baile/Fandango: o barulho é uma reclamação recorrente do público que acampa nas proximidades do ginásio, em virtude da presença de público durante a noite, bebendo e conversando. Com o retorno do baile, uma nova opção de entretenimento foi criada, levando todos a se encontrarem no outro ginásio, aumentando assim toda a integração do pessoal.

3 – Voluntários: muitos voluntários procuraram o MTG para trabalhar em qualquer palco ou função que fosse necessário, gerando assim maior participação da comunidade e também maior facilidade na organização.

4 – Organização do “mapa de acampamento”: não soubemos de casos em que houveram problemas na reserva de espaços. Nós tivemos um pequeno engano e estávamos no local errado, e prontamente fomos auxiliados, com muita educação inclusive, nos fornecendo um novo ponto para acampamento. O local era ótimo, porém a chuva complicou todo mundo.

5 – Chula: cada vez cresce mais, tanto em público expectador quanto em qualidade dos dançarinos (muito parelho!), além da transmissão que foi feita pela TV Chula com excelente qualidade!

LEIA MAIS: 5 MELHORES COREOGRAFIAS DO ENART 2018!

enart 2018

PONTOS NEGATIVOS:

1 – Transmissão ao vivo de má qualidade: em comparação a anos anteriores, ou então até a amostras de outras transmissões já feitas nos rodeios em todo o Brasil, a deste ano deixou muito a desejar. A qualidade da imagem estava ruim, dificultando muito a visualização de quem não pode comparecer.

2 – Cenário político: a guerra política em que estamos vivendo fez com que diversas pessoas que estão acostumadas a fazer parte da “gestão” e organização do evento não comparecessem, ou então não se envolvessem tanto como em anos anteriores, o que gerou diversos problemas de organização.

3 – Atrasos: praticamente nenhum bloco de danças começou no horário previsto, já iniciando pelo primeiro bloco da manhã de sábado. No final da conta, o último bloco da sexta dançou já eram quase 4:00hs do Domingo. Haja pique para os grupos musicais e para a comissão avaliadora…

4 – Dança de Integração: este ano a dança não saiu. Uma tradição histórica que foi quebrada, uma pena. Ninguém entendeu porque a dança não ocorreu durante o momento em que os recursos que os grupos da Força A entraram junto ao MTG… Ao contrário disso, ficou um “limbo” entre o último grupo, e o início do resultado. Limbo bem demorado por sinal…

5 – Estrutura da Força B: a força B está crescendo muito. Não sei se em número de grupos, mas sim em pessoal que acompanha. A estrutura deixou a desejar. O palco frontal da comissão estava meio capenga, parecia que ia cair, e também são poucos lugares nas arquibancadas, que ficam lotadas boa parte do tempo.

6 – Palco da Chula: já pode ser maior. A categoria que mais cresce no ENART precisa ter arquibancadas e estrutura maiores. Ah, e cuidar para a emenda das lonas não ficar exatamente no meio do palco, onde ficou gotejando bem próximo da lança…

LEIA MAIS: A DECEPÇÃO NA TRANSMISSÃO DO ENART 2018!

enart

PROBLEMAS HISTÓRICOS:

1 – Banheiros: poderiam alocar mais “trailers” daqueles com chuveiros, para minimizar o número de filas que todo ano é gigante.

2 – Opções de Alimentação: para almoçar algo no domingo, ou jantar no sábado, sempre é uma novela… Longas filas e praticamente todas as “barracas” trazem as mesmas opções.

3 – Cobertura palco Força B: com o temporal que caiu neste ano, os grupos que estavam chegando para dançar não tinha onde ficar. Com o ginásio da força B e também das Danças de Salão lotados, muitos grupos tiveram que se cobrir da chuva como pode. Claro, ninguém espera tanta chuva, mas pode ser repensado.

4 – Copa ginásio Força A: poderiam haver mais opções no lado interno para maior comodidade além de ficar aberto até o final do concurso da Força A (novamente fechou antes do término das danças, se não me engano por volta de meia-noite/uma hora”.

LEIA MAIS: REUNIÃO SOBRE O DESTINO DO FEGADAN ACONTECEU EM CAXIAS DO SUL!

PARA ENCERRAR…

Independente de quem sair vitorioso na eleição de Janeiro, deve rever alguns conceitos do ENART. Não só voltado a forma de avaliação das danças e etc, que é a tecla que sempre se bate, mas principalmente em tornar o ENART cada vez MAIOR!

Alguns problemas – como citamos – são históricos!

Não sabemos como funciona a contratação das equipes de transmissão, das praças de alimentação, da aparelhagem de som daqui e dali… Mas com certeza dentro do MTG precisa ter uma pessoa que seja capaz de fazer a GESTÃO DOS EVENTOS, ou melhor ainda, a GESTÃO DA ADMINISTRAÇÃO do MTG.

O MTG precisa ser visto como uma empresa, onde o ENART é o seu maior evento anual e precisa de maiores aportes financeiros, maior propagação, maior mídia, para então, atrair GRANDES MARCAS!! Outros eventos em outros estados possuem menos da metade de público, porém uma estrutura invejável!

Então caso o atual Presidente vença, precisa repensar estes pontos, e caso a oposição vença, já terá um bom trabalho pela frente!

#ENART #MTG

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui